Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Outubro Rosa entra no calendário oficial de Bento Gonçalves
07/06/2018 23:06 em SAÚDE/MEDICINA

                                     Projeto do vereador Elvio de Lima foi aprovado por unanimidade na Câmara, dia 04

A luta contra o câncer ganhou um importante aliado em Bento Gonçalves: o reforço na conscientização da comunidade sobre a importância dos cuidados preventivos com a saúde. As ações do ‘Outubro Rosa’ – campanha que promove a disseminação de informações sobre o diagnóstico precoce dos cânceres de mama e de colo uterino e seus tratamentos – foram inclusas no calendário oficial do município.

O projeto de Lei é de autoria do vereador Elvio de Lima (MDB) e foi aprovado por unanimidade na sessão do dia 04 de junho, na Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves. “Essa medida tem um grande valor para a sociedade pois coloca em pauta um tema de fundamental importância. Quando chamamos a atenção para a disseminação de informações e orientações, estamos promovendo um serviço de saúde pública e contribuindo para o bem-estar das pessoas”, avalia o parlamentar.

A proposição de Elvio de Lima acresce na Lei Municipal nº 5.381, que dispõe sobre o Calendário Oficial de Datas Comemorativas do Município de Bento Gonçalves, o ‘Outubro Rosa’ e suas atividades, durante todo o mês, na agenda local. O movimento, que ocorre em diversas partes do mundo, é simbolizado pelo uso de um laço rosa – em sinal de alerta sobre o tema – e vem acompanhado de uma série de ações educativas, como palestras, debates, passeatas e outros tipos de orientação.

O objetivo é mostrar às pessoas a relevância da realização de exames visando o diagnóstico precoce do câncer de mama e do colo uterino. Os encontros também são oportunidade para estimular a população a adotar hábitos de vida mais saudáveis – uma das formas conhecidas para evitar a ocorrência das doenças cancerígenas.

O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres, e o segundo tipo mais frequente no mundo, conforme dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer). Quando diagnosticado com antecedência e tratado oportunamente, apresenta chances de cura bastante altas. Entretanto, no Brasil, as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas - muito provavelmente porque a doença ainda é diagnosticada em estágios avançados.

texto/foto: Exata

COMENTÁRIOS